Uma galeria de arte dentro da caixa

Assinar RSS!

publicado em 23.07.2015 por Galápagos Jogos

Uma das primeiras coisas a chamar a atenção em Dixit é a qualidade impecável de suas ilustrações. Com um surrealismo contido, cada carta tem a possibilidade de evocar infinitas inspirações para os jogadores e, a cada partida, cada ilustração pode revelar novos detalhes até então ignorados.

Esse é, talvez, o principal trunfo no design desse mágico jogo de cartas. A arte e as ilustrações é parte crucial do design do jogo, sendo tão ou mais essencial quanto o sistema de votação, pontuação ou qualquer outra característica do jogo. E elas são tão lindas que dá vontade de comprar um jogo novo só pra emoldurar todas as cartas e pendurar na parede da sala!

Apesar de parecerem uma grande viagem fruto de uma mente muito além da criatividade, os signos presentes nas cartas são deliberados. Dixit é um grande experimento semiótico muito bem executado. A magia está em conseguir encaixar os mesmos signos em cartas diferentes, fazendo parecer coincidência que todos os jogadores tenham na sua mão uma carta que seja perfeitamente adequada para uma dica como “A poesia prevalece!”.

A ilustradora Marie Cardouat foi uma escolha perfeita para a concepção de Dixit. Seu traço simples e despretensioso, com personagens divertidos e inocentes, parece saído direto de um livro de histórias de uma infância atemporal. Os temas das cartas, porém, podem se tornar soturnos, e a delicadeza dos traços traz um contraste quase desconfortável aos olhos.

O resultado do trabalho de Marie em Dixit foi tão impressionante que ela foi a primeira escolha do autor no momento de desenvolver a primeira expansão do jogo, Dixit Quest. Nesta expansão, a artista teve ainda mais liberdade, e os temas das cartas ganham profundidade simbólica e estética.

 

Para a segunda expansão do jogo, Dixit Journey, os editores decidiram apostar em uma abordagem completamente diferente. Xavier Collette, ilustrador de Journey, usa as ferramentas digitais para abrilhantar seu trabalho. Experiente em criar universos e criaturas fantásticas, sua destreza ao representar luz e sombra em seus traços precisos e as expressões cartunescas de seus personagens trazem humor e leveza para uma partida de Dixit.

 

Em Dixit Origins, Clément Lefevre brilha ao trabalhar as expressões faciais dos personagens de uma maneira singular. Olhos enormes, animais humanizados, e cenários alegóricos pontuam essa colorida expansão. O trabalho do autor em histórias em quadrinhos fica claro ao se notar a caracterização das personagens, e suas pinceladas suaves sobre linhas bem articuladas lembram o trabalho de Beatrix Potter, ou até mesmo do brasileiro Vitor Caffagi.

 

Dixit 5, ou Dixit Daydreams, conta com o melhor título de todas as expansões, e o artista mais ousado. Franck Dion traz sua mente soturna à vida em Daydreams. Unindo técnicas tradicionais ao digital, com formas e cores que poderiam ter saído de um filme do Tim Burton ou David Lynch, este ilustrador e animador traz uma nova ótica a Dixit. Para aqueles que acreditam que o jogo é feito para crianças pensarem duas vezes.

 

Qual é o seu artista favorito das expansões de Dixit? Descubra aqui!

#COMPARTILHE

Facebook
Twitter
Feed RSS
Assinar RSS!

Comentários

Galapagos default user image
09 de Agosto de 2015, 22:00

Pesquisei as cartas feitas por cada artista antes de comprar


Galapagos default user image
09 de Agosto de 2015, 22:00

Ajudou bastante! Comprei a 3 e 4


Faça login ou crie uma conta para comentar!

Fazer Login