Regras gerais de torneios e Jogo Organizado

Assinar RSS!

publicado em 12.10.2017 por Galápagos Jogos

Sejam bem vindos meus amigos!

Recebemos alguns questionamentos a respeito dos eventos competitivos dos nossos produtos e gostaríamos de compartilhar algumas ideias com todos vocês.

Realizar eventos


Sabemos da necessidade da comunidade de jogadores e de nossos clientes e, por isso, analisamos a participação de todos os solicitantes. No entanto, nosso foco de apoio para eventos competitivos está nas lojas especializadas nesse segmento.

Para ter acesso, o lojista precisa ser um de nossos revendedores e estar com o cadastro em dia com nossa equipe comercial. Além disso, as lojas passam por uma análise em que consideramos itens como espaço para os jogadores, regularidade, comunicação, etc, para que possamos iniciar o programa de apoio TJO garantindo a máxima qualidade aos jogadores.

Mais detalhes poderão ser esclarecidos através do e-mail: tjo@galapagosjogos.com.br

Produtos importados


Em nossos eventos competitivos, nos quais oferecemos material promocional de forma gratuita, somente são permitidos produtos que já foram publicados ou distribuídos pela Galápagos Jogos.

Sendo assim, somente após nossa publicação ou distribuição, qualquer material importado poderá ser utilizado para jogar.

Fazemos isso para assegurar que todos os participantes tenham acesso ao material em pé de igualdade.

A Galápagos Jogos está cada vez mais investindo em suas linhas de produtos, em busca da adequação do meta game e atualização do catálogo, assim como a ampliação do programa de TJO para novos lojistas.

O aumento da participação de produtos nacionais no ambiente competitivo, seja de qual jogo for, fortalece nossos esforços para reduzir preços e prazos no processo de trazer esses materiais ao Brasil.

Comprando jogos em Português, você também contribui para aumentar o acesso a mais jogadores em todo o país e para que tenhamos um meta game cada vez mais atualizado em relação ao internacional.

Produtos originais


Esta preocupação de com a qualidade dos nossos produtos e a experiência de nossos clientes estendem-se também aos itens que compõem cada produto.

Desta forma, não são válidos para torneios oficiais as proxies (cópias) ou réplicas de nossos produtos.

As fichas (tokens) e marcadores podem ser utilizados de outros fornecedores, caso não desconfigure o propósito do seu uso.

Disponibilidade de materiais


Para garantir a melhor experiência para os jogadores, recomendamos que os eventos ocorram somente após o recebimento dos itens anunciados, garantindo assim a entrega dos produtos aos participantes.

Caso tenham mais dúvidas, por favor entrem em contato através de nossos canais de atendimento.

 

Galápagos Jogos.

#COMPARTILHE

Facebook
Twitter
Feed RSS
Assinar RSS!

Comentários

Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 01:17

Queria parabenizar a Galápagos pelo grande desserviço a comunidade X-wing Brasil!


Galapagos default user image
Jonatan disse:
13 de Outubro de 2017, 03:02

De novo essa história de meta Galápagos... aí desanima

Galapagos default user image
billy disse:
13 de Outubro de 2017, 12:25

Calma Jonatan, não desanima! =D


Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 03:13

Limitações como essas contribuem muito mais para o fim das comunidades, e desânimo geral dos jogadores do que a vontade de comprar expansões e jogos de vocês, além do que não reduz, eu lhes garanto, em NADA as importações.
Simplesmente não faz sentido jogar um jogo onde temos que estar sempre atrás do resto dos jogadores pelo mundo, a comunidade brasileira não é uma comunidade isolada do resto do mundo! Voltem atrás com essa estupidez antes que percam mais essa comunidade!


Liga 2015  1
13 de Outubro de 2017, 08:05

Entendo a preocupação da Galápagos em alavancar não só as suas vendas como a de seus lojistas com a realização dos eventos utilizando materiais lançados por aqui, mas infelizmente no X-Wing ficou (mais que) comprovado que isso não funciona (e não vai funcionar).

Os jogadores consomem muita informação competitiva de fora do país, assim como os geradores de conteúdo sempre buscam material de fora também - e a Galápagos ainda tem um sério problema de não ter 2 Waves importantíssimas pro jogo competitivo disponibilizadas em Português. Pra se ter uma idéia, o esquadrão do Campeão Mundial é impossível de ser viabilizado usando esse "parâmetro" de usar só naves lançadas aqui. Outros esquadrões queridos da galera também não poderão ser voados, visto que utilizam componentes "de fora". Isso gera uma sensação completamente oposta ao "equilíbrio" que a Galápagos está tentando promover... afinal prejudica a estratégia envolvida no jogo.

O público "arroz-com-feijão", que atualmente está em todos os eventos organizados (que, por ironia do destino ou por pura necessidade, começaram com apoio ZERO da Galápagos) é totalmente contra esse tipo de atitude. Todos os eventos desse ano foram meta livre e, posso dizer por SP, foi quando tivemos recorde de participações em todas as lojas que se disponibilizaram para fazer eventos.

Nós jogadores estamos realmente muito felizes com os lançamentos BR saírem da forma que estão saindo, junto com a liberação de waves, distribuição justa dos promocionais eram uma trinca que nos impedia falar mal da empresa... mas agora, tem um calcanhar de aquiles aí. Seria interessante conversar com os jogadores e descobrir se voltar para 2015 é realmente interessante ou se vai prejudicar o TJO.

Galapagos default user image
billy disse:
13 de Outubro de 2017, 12:36

Olá Daniel, entendemos as dificuldades e o cenário atual dos nossos clientes e comunidades de jogadores de X-Wing. Devido a sua complexidade na construção e manutenção do meta game de X-Wing, pelos produtos ainda não lançados, regras, meta game, erratas, etc, nossa intenção é manter o mesmo modelo já praticado no meta game atual. Estamos trabalhando com bastante empenho para que os próximos lançamentos estejam mais próximos ao lançamentos mundiais. Para os demais produtos competitivos da Galápagos, iremos continuar estudando e flexibilizando o meta de acordo com os resultados apresentados.

Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 16:42

Billy, por acaso este seu post das 12:36 em resposta ao Daniel Jobz significa que "As restrições quanto ao uso de produtos internacionais não se aplicarão ao X-Wing"? Eu já havia lido e não tinha interpretado desta maneira até me afirmarem que seria isso que você havia dito. Como não ficou 100% claro, vc poderia por favor confirmar?

Obrigado! :)


Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 08:06

"somente são permitidos produtos que já foram publicados ou distribuídos pela Galápagos Jogos".
Cara Galápagos, partir do momento em que você lançar todo o conteúdo do jogo em português ficaremos felizes em concordar com essa regra.

Galapagos default user image
billy disse:
13 de Outubro de 2017, 12:38

Oi Rafael, continue de olho, estamos quase lá!


Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 08:55

Concordo e apoio que os materiais fiquem restritos ao que foi lançado no Brasil por uma questão de acesso. Quem for bom e gostar do jogo vai conseguir se adaptar ao "meta galápagos". No entanto é preciso estar pronto para duas coisas com essa atitude: a) Um esforço máximo para tentar colar os lançamentos nacionais com os internacionais. Isso tem um efeito não só de não-desqualificar as coleções, mas a própria empolgação com o jogo se monta nas novidades e nas experimentações. Se demorar pra chegar, as melhores combinações já estão estabelecidas então seu produto vende menos nesse cenário estagnado (apenas as melhores cartas, naves, peças) e as pessoas têm menos empolgação pra comprar; b) Uma imensa energia em entender o "meta Galápagos" e reagir com propriedade. A GJ precisa destacar alguém pra acompanhar e estudar o metagame dos jogos se ela quer ter o seu próprio limite. O risco é de ter um jogo completamente desequilibrado, onde, novamente, poucas peças compõem o cenário competitivo. Não adianta importar listas de banidas e erratas, tem que fazer sentido no meta. O risco é o mesmo: menor empolgação da comunidade e, pra vocês, isso se traduz em um volume de vendas achatado.

Galapagos default user image
billy disse:
13 de Outubro de 2017, 12:29

Olá Carlos, também levamos esses pontos em consideração, dentre outros é claro. Nossa preocupação com a qualidade de nossos serviços e com a satisfação dos nossos cliente ainda é uma das nossas principais metas. Obrigado pelos comentários!


17952808 1498583506849557 8140844360460954141 n
13 de Outubro de 2017, 10:14

Eu li todos comentários acima e gostaria de agradecer a Galápagos por trazer o jogo X-Wing para o Brasil, em material traduzido e de ótima qualidade (sem ironia).
Sou um recente jogador e nunca competi. Um dos motivos pelo qual eu nunca competi é a presença de expansões ainda não lançadas no Brasil nas competições que ocorrem no nosso país. Apesar de ter parentes morando fora, preferi consumir o produto nacional.
Com esta iniciativa, estou motivado a participar e terei a certeza que estaremos todos na mesma condição competitiva.
Obrigado GJ pelo posicionamento assertivo!

=]

Img 3356
13 de Outubro de 2017, 10:27

Essa é a desculpa mais usada. E não passa de uma desculpa... que gosta de competitivo, joga competitivo, independente de meta.

A questão do meta galapagos é antiga e a discusssão em si nunca foi o meta, mas os lancamentos esburacados feitos pela galapagos que deixam o jogo completamente quebrado.

Img 3356
13 de Outubro de 2017, 10:28

Parabens (xxxx) , tentando retroceder a 2015.

Muito orgulho do novo TJO.

17952808 1498583506849557 8140844360460954141 n
13 de Outubro de 2017, 10:33

@Joao, estou dando minha opinião. Se é desculpa ou não, acredito que não seria vc quem deveria julgar. Se entendi mal sua mensagem, me desculpe. Mas se entendi certo, me respeite por gentileza.

Liga 2015  1
13 de Outubro de 2017, 10:52

Jairo, todos os iniciantes que não participaram do competitivo se iludem com essa falsa hipótese de que equilibrando as condições de aquisição, equilibra-se o jogo. O que aconteceu na prática foi justamente o contrário: a ausência de componentes (que faziam parte do contexto do design do jogo, mas não estavam disponíveis) tornou muito do material nacional inutilizado e reduziu a variedade de esquadrões competitivos, limitando consideravelmente a experiência do jogador que buscava nesses eventos ampliar seu nível de jogo.

Também fiquei sem entender a "excelente qualidade brasileira", especialmente no que se refere à tradução das cartas (a qualidade das miniaturas e componentes é a mesma de fora, pois a fábrica é a mesma) que é o único fator que é desenvolvido no BR.

Galapagos default user image
billy disse:
13 de Outubro de 2017, 12:24

Jairo, obrigado pelos comentários. Ainda recebemos questionamentos de jogadores que sentem este desconforto ao se depararem contra ostros jogadores com material "exclusivo". Nossos esforços para melhorar este cenário nunca foi tão forte como agora. Caso tenham alguma sugestão de evento, dúvidas ou reclamação, pode mandar um e-mail para tjo@galapgosjogos.com.br que analisaremos e verificaremos a melhor forma de apoio.


Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 13:16

Ah, Galápagos... De volta a esse papo mesmo? Sério? Estava indo tão bem, com as distribuições de jogo se aproximando dos lançamentos internacionais, os itens promocionais de campeonato quase funcionando bem (teve aqueles kits fracionados de Destiny que não nos deixa elogiar sem ressalvas).... A empresa estava conquistando respeito e credibilidade com cada bola dentro (pra compensar as várias bolas fora que já havia dado antes). Daí vcs vem com uma dessas?

Vou dar uma sugestão: se vcs querem ter o respeito e apreço dos seus clientes, primeiro tragam os produtos de forma consistente e simultânea com o lançamento internacional, incluindo os produtos já lançados (sim, estamos falando das Waves 8 e 9 do X-Wing, da Raider, da Tantive, da C-ROC, Gozanti, dos Imperial Aces, Rebel Aces, Imperial Veterans, do 2 Player Game do Destiny, do Empire at War...). E façam isso por pelo menos um ano para que o público tenha confiança que não precisa fazer pre-order no exterior pq os produtos chegarão em versão nacional BEM TRADUZIDA ao mesmo tempo (sim, precisa eliminar todos os erros de tradução que vem acontecendo também). Daí, depois disso vem com esse papo de "só produto nacional" que ninguém vai reclamar.


Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 13:26

E, a propósito, ia mandar isso num e-mail, mas como já estamos aqui... Já identificamos o primeiro erro de tradução/adaptação no L5R! Parabéns mais uma vez! (o e-mail teria sido com menos ironia e julgamento, mas essa postura retrógrada acaba minando a relação com seus clientes, como podem ver.)

No manual do L5R, vemos a carta "Caminho da Garça" com um símbolo de conflito político onde deveria haver o símbolo do clã Garça. Espero que ainda dê tempo de vocês corrigirem antes de lançar. Ou, no mínimo, distribuam gratuitamente uma carta corrigida para todos os assinantes .

Por que vcs não disponibilizam a imagem de todas as cartas de todos os jogos para os jogadores antes de elas serem impressas? Sempre tem erros de tradução, ao menos nos jogos que me envolvo (Destiny, X-Wing e L5R). Os jogadores vão revisar tudo depois que lançar mesmo para identificar os erros e poder orientar os jogadores que não conhecem as cartas originais de que a carta que ele comprou não funciona como ela está escrita. Publica antes de imprimir e já coleta os feedbacks que vai ficar muito melhor. Sua equipe de tradução não está fazendo um trabalho bom o suficiente.

Logo 02badge 02peb rgb
16 de Outubro de 2017, 10:49

Oi, Juarez, tudo bem?

O manual foi fechado com muita antecedência, antes mesmo de 100% das cartas estarem revisadas, como foi o caso do Clã da Garça. Essa carta e todas as outras que continham pequenos erros de troca de símbolo (comuns quando o arquivo perde o link e acaba substituindo erroneamente) já foram corrigidas e as cartas estão de acordo. Em breve os jogadores vão ter acesso para poder confirmar a qualidade.

Um abraço


Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 14:56

Boa Tarde,
Primeiramente gostaria de deixar claro que quando vi inicialmente o x-wing pela Galápagos me deparei com a escolha entre importar ou comprar apenas o material nacional...

Devo dizer que hoje em dia me arrependo amargamente de ter escolhido o material nacional, não bastasse ter passado aproximadamente 1 ano entre os 3 primeiros releases de material, os mesmos vieram com MUITAS falhas de tradução.
Eu ate hoje só possuo naves nacionais, mas já participei de campeonatos no meta internacional com algumas cartas emprestadas, e devo dizer que ficar preso no meta nacional e uma m.....

Já se passaram quase 3 anos desde o lançamento do X wing aqui e exp fundamentais não vieram pra cá, deixando o meta completamente quebrado, no ultimo release da wave atrasada uma nave ainda foi deixada de fora da wave (YV-666), é inviável ter um meta assim, se a Galápagos quer ter um ambiente competitivo para todos, limitar o meta não é a solução, mas sim trazer o material pendente, afinal de contas cada lançamento da FFG o meta e avaliado e balanceado, um meta de naves escolhidas aleatoriamente e sem critério nenhum, se utilizando de regras para um conjunto muito maior de naves, nunca sera bom.

Mas deixando de lado o meta...

Por favor não venham contar historia pra boi dormir
"A Galápagos Jogos está cada vez mais investindo em suas linhas de produtos, em busca da adequação do meta game e atualização do catálogo, assim como a ampliação do programa de TJO para novos lojistas."

3 anos que espero para ter todas as naves, e naves que já existiam antes desses 3 anos ainda n saíram aqui.

Vou postar no próximo comentário a lista de naves e dadas de lançamento que estão pendentes caso alguém não saiba.


Galapagos default user image
13 de Outubro de 2017, 15:05

Imperial Aces Expansion Pack - released on March 17, 2014
Rebel Aces Expansion Pack - released on August 20, 2014
Tantive IV Expansion Pack - released on May 22, 2014
Hound's Tooth Expansion Pack - released on September 2, 2015.
Imperial Raider Expansion Pack - released on August 15, 2015
TIE/fo Fighter Expansion Pack - released on December 17, 2015
T-70 X-wing Expansion Pack - released on December 17, 2015
Imperial Assault Carrier Expansion Pack - released on December 23, 2015
Punishing One Expansion Pack - released on March 17, 2016
Mist Hunter Expansion Pack - released on March 17, 2016
Inquisitor's TIE Expansion Pack - released on March 17, 2016
Ghost Expansion Pack - released on March 17, 2016
Imperial Veterans Expansion Pack - released on June 30, 2016
ARC-170 Expansion Pack - released on October 1, 2016
Special Forces TIE Expansion Pack - released on October 1, 2016
Protectorate Starfighter Expansion Pack - released on October 1, 2016
Shadow Caster Expansion Pack - released on October 1, 2016
C-ROC Cruiser Expansion Pack - released on June 8, 2017

Totalizando 21 naves pequenas e grande e 4 épicas pendentes.
Contra 44 naves e 1 épica lançadas aqui (incluindo os 2 cores)

ou seja nos últimos meses foi que passamos a metade das naves lançadas ate inicio do ano (março) tínhamos menos da metade lançada


Galapagos default user image
Thiago disse:
13 de Outubro de 2017, 16:16

Criei uma conta apenas para reforçar:
Limitações como essas contribuem muito mais para o fim das comunidades, e desânimo geral dos jogadores do que a vontade de comprar expansões e jogos de vocês, além do que não reduz, eu lhes garanto, em NADA as importações.
Simplesmente não faz sentido jogar um jogo onde temos que estar sempre atrás do resto dos jogadores pelo mundo, a comunidade brasileira não é uma comunidade isolada do resto do mundo! Voltem atrás com essa estupidez antes que percam mais essa comunidade!


Faça login ou crie uma conta para comentar!

Fazer Login